quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O DISFARCE


Fui para a rua
Com minha alegria,
Diferente de mim,
Bem mascarado;
E no desfile, de fantasia;
Todo o mundo sorria,
Fantasiado.

E desfilei,
Mas não sabia,
Com quem eu ia de braço dado;
Que gesticulava com euforia
E era meu par
Bem disfarçado;

Foi tanta entrega à tradição,
Grande, o cortejo,
Ao povo se deu;
A caracterizar o bem e o mal,

Tudo foi graça de imitação,
Que a verdade da vida esqueceu;
O povo brincou ao carnaval.

José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário