terça-feira, 3 de janeiro de 2012

VOA PENSAMENTO



Andava o pensamento escondido,
Num desabrochar constante, em crescimento.
E só em quadras de Natal é que era lido,
Num concurso anual e num só tempo.

Dar-se a ler, foi desejo sempre querido,
De caminhar de braço dado com o vento;
É já sonho real conseguido,
E cultural de grande ensinamento.

Um mais saber do conto versejado,
De escritores a surgir à luz do dia;
Com a arte de escrever e seu talento.

Que essa entrega neste encontro almejado,
Se divulgue a história e a poesia,
E que em mim voe o pensamento.

José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário