sexta-feira, 6 de março de 2015

CUIDADO! PEIXE GRAÚDO.


></a>
Eles andam aí, é peixe graúdo,
Nos bastidores de brumas caladas;
Dispersam e comem peixe miúdo,
Mantém cardumes de mãos atadas.

São predadores que devoram tudo,
Em todas as águas mexidas, paradas;
Tem o poder de escama e escudo,
São reis de mares, rios, levadas.

Nadar matreiro sem agitação,
Em águas profundas, ou a meia altura;
É poder ofensivo que dói e se sente;

E a fome prospera na população,
Mais nas espécies de pequena estatura;
Que sobrevive contra a corrente.

José Faria
2015

Sem comentários:

Enviar um comentário