segunda-feira, 29 de maio de 2017

VALOR DA ARTE



Há olhos pequenos em pequeno pensamento,
Tão pobre na leitura da arte e do autor,
Pela forma de ser, e fraco entendimento,
Valoriza o tamanho e nunca o seu valor.

Seja escultura, livro ou monumento,
Só a vê se com esplendor,
Pois no tamanho, para ele, está o talento;
Mas a arte requer olhos de condor.

Está nas mais pequenas dimensões,
E no grão da semente a vida grata,
A medição da arte e seu louvor;

Vale mais um grão de ouro ou de prata,
Do que tantas inúteis construções;

Ou que grandes livros só de capa.
José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário