EM SÃO MIGUEL O ANJO

sábado, 13 de agosto de 2016

PROMISCUIDADE AUTÁRQUICA





INCÊNDIOS CONVENIENTES

De boca cheia falamos, por falar,
De razões sem conhecimento,
Por vaidade ou ousadia de se armar,
Vai a errada mensagem para o ar,
Por pura estupidez e atrevimento.

Quantos andam por aí a reclamar,
Limpeza da floresta e ordenamento,
E esquecem-se de à sua porta limpar,
Todo o mato e silvas a ocupar,
Os trilhos e caminhos de outro tempo.

Neste país que ainda é português,
Há mato e fetos que abraçam muros;
Silvas e giestas a dar nas vistas;

A prometerem mais fogos outra vês,
E aumentarem negócios obscuros,
E aos políticos mais umas entrevistas.

José Faria


Sem comentários:

Enviar um comentário