EM SÃO MIGUEL O ANJO

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

O BACALHAU CARA DE PAU

                                   VERSEJAR SOBRE O JOELHO
Já está bem o bacalhau,
Está gostoso, nada mal;
Ainda tem cara de pau,
Para a noite de Natal.
Às postas não se vê nada,
Punheta!? - Só triturado!
P´rá noite de consoada,
Só com um século de molhado.
E mesmo assim não vai lá,
Pois é de madeira dura;
Vai continuar a estar cá,
Meu bacalhau de escultura.
Seja como cada um gosta,
Mesa de bom bacalhau;
Aos bocados ou à posta...
Deste não que é de pau.
(Escultura e poema de...
José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário