EM SÃO MIGUEL O ANJO

quarta-feira, 24 de março de 2021

Moinhos de Jancido


 AS VEIAS DA TERRA

Fomos ver hoje os moinhos
A água fresca, alegre e pura;
Por estradões, rotas, caminhos,
Pela paz do monte de candura.
 
Cintilantes puras fontes,
Saem das brechas da serra;
Cantam na encosta dos montes
São vida as veias da terra.
 
E a frescura, essa pureza,
Que purga o corpo e a alma;
É dádiva da natureza,
Que a vida anima e acalma.
 
É milagre incompreendido,
Dado à terra, à humanidade,
A todas as vidas oferecido,
Por misteriosa divindade.

José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário