sábado, 5 de novembro de 2011

ESPALHAM-SE AS PALAVRAS

 
ESPALHAM-SE AS PALAVRAS

Rompeu da terra, um fio de cultura,
Regato de palavras que correndo;
É arte de comunicar bem mais madura,
É saber do porvir se promovendo.

Ansiando crescer em sã candura,
Frases e versos se vão lendo;
Deslizam da fonte que perdura,
E voltam à terra, não morrendo.

Espalham-se palavras, letras, poesia!
Aromáticas pétalas no ar que nos rodeia,
De origem d’alma e do pensamento.

Suaves, dóceis e de euforia,
São do poeta, são da veia;
Que as declama sem fingimento.

José Faria

Sem comentários:

Enviar um comentário