domingo, 11 de dezembro de 2016

O MENINO ESTÁ ACORDADO




O menino está acordado,
Presente, vivo e sagrado,
A olhar a fantasia;

Do tempo continuado
Natalício e mal contado
Ao povo em alegria;

Mas é assim que festejado,
E nunca questionado,
O Natal é mais-valia,

Do egoísmo acomodado,
De consumismo alienado,
Natal de hipocrisia.

E o menino está acordado,
Presente, atento e sagrado,
Distrai-se na fantasia;

E a Nikita a seu lado,
Com seu ar admirado,
Não pertence à ousadia.
 José Faria


Sem comentários:

Enviar um comentário